NBA

Arenas e suspenso por tempo

indeterminado

Após levar armas para o vestiário e usá-las durante uma discussão com um companheiro de time, o armador Gilbert Arenas, do Washington Wizards, foi suspenso por tempo indeterminado e seu salário bloqueado pela NBA. O presidente da liga, David Stern, ainda não determinou a extensão do gancho, mas deu a entender que a punição será severa.

– Ele não está apto a entrar em quadra. Suas ações vão resultar em uma suspensão substancial, ou até algo pior que isso – afirmou Stern nesta quarta-feira.
Os Wizards divulgaram um comunicado dizendo concordar com a decisão da liga e classificando como “inaceitáveis” as ações do jogador. Arenas ainda está sendo investigado pela polícia de Washington e corre o risco de ser preso.

“Apoiamos plenamente a decisão da NBA para suspender indefinidamente a Gilbert Arenas. Questões estritamente jurídicas de lado, o comportamento recente de Gilbert, incluídas suas ações e declarações de ontem à noite na Filadélfia, são inaceitáveis”, destaca o comunicado da equipe.

O Sindicato de Jogadores da NBA, através de seu diretor-executivo, Billy Hunter, também apoiou as ações do comissário e disse estar disposto a participar para ajudar a superar a situação:

– O sindicato foi informado hoje, quarta-feira, da suspensão indefinida de Gilbert Arenas e de todo o processo penal que está em andamento, por isso estaremos atentos a todo o processo para no fim poder determinar as medidas apropriadas a adotar em nome de Gilbert.

A primeira violação do atleta foi ter levado armas de fogo para o vestiário dos Wizards, em dezembro, quebrando uma regra explícita da NBA sobre armas em locais de competição. Arenas alegou que só queria tirar o material de perto de seus filhos e afirmou que comunicaria aos responsáveis pela segurança do ginásio.

Poucos dias depois, foi revelada uma briga entre Arenas e o companheiro de time Javaris Crittenton. Os dois começaram a discutir ainda no avião da equipe, sobre apostas em um jogo de cartas. Durante um treino, no vestiário, Arenas teria sacado as armas – supostamente descarregadas – e colocado em cima de uma cadeira. Cada um pegou uma pistola durante a discussão.

Arenas, que reconheceu que foi uma má ideia a posse de armas de fogo no vestiário, garantiu que as pistolas estavam descarregadas e que as levou para o vestiário para que não ficassem perto de seus filhos. A estrela dos Wizards também se reuniu com fiscais do Distrito de Columbia para explicar o assunto, e até o momento não foi feita qualquer acusação criminal contra ele, mas o processo está aberto.

– Eu me sinto muito mal por minhas ações terem causado a suspensão da NBA, mas eu entendo por que a Liga tomou esta ação. Minha atitude deixa a NBA com uma imagem negativa. Falhei com meus companheiros e com nossos torcedores. Sinto muito tudo o que fiz. Apesar de nunca ter tido a intenção de qualquer dano ou falta de respeito à NBA ou a qualquer outra pessoa, minha posse de armas no Verizon Center e minhas tentativas de humor mostraram pouca responsabilidade de minha parte. Assumo toda a responsabilidade pela minha conduta – admitiu.

O jogador também disse em comunicado que tinha entrado em contato com Stern para pedir desculpas pessoalmente: “Hoje mesmo chamei o comissário Stern para pedir desculpas, e espero que possamos conversar em breve. Também aguardo o dia que possa voltar a jogar. Enquanto isso, vou tratar com responsabilidade a grave situação que se criou e seguirei cooperando plenamente com as investigações das autoridades policiais e da NBA”.

Arenas deixará de receber US$ 147.200 por cada partida que não disputar, parte proporcional dos US$ 16,2 milhões que tem garantidos no contrato assinado por esta temporada com o Washington Wizards. Um porta-voz da equipe informou que Arenas deixou a concentração dos Wizards, que esta noite enfrentou o Cleveland Cavaliers, fora de casa, e foi derrotado por 121 a 98.

Jogos da rodada desta quarta-feira:

Cleveland Cavaliers 121 x 98 Washington Wizards
Atlanta Hawks 119 x 89 New Jersey Nets
Orlando Magic 103 x 108 Toronto Raptors
Miami Heat 106 x 112 Boston Celtics
Minnesota Timberwolves 101 x 107 Golden State Warriors
Oklahoma City Thunder 92 x 97 New Orleans Hornets
San Antonio Spurs 112 x 92 Detroit Pistons

Phoenix Suns 118 x 110 Houston Rockets

Utah Jazz 117 x 94 Memphis Grizzlies
Los Angeles Clippers 102 x 91 Los Angeles Lakers

Boston ganha com virada incrível

Em um dos melhores jogos da temporada da NBA até aqui, o Boston Celtics bateu o Miami Heat na madrugada desta quinta-feira, atuando na casa do adversário, por 112 a 106. A partida foi decidida apenas na prorrogação, depois de um final de tempo regulamentar de tirar o fôlego.

O placar apontava empate em 99 a 99 depois de dois lances livres de Dwyane Wade, com a posse de bola do Boston Celtics. Ray Allen recebeu o lateral para iniciar a última jogada do tempo normal, mas foi desarmado por Wade, que atravessou a quadra e enterrou a apenas 0s6 do fim, levantando o torcedor na American Airlines Arena. O lance parecia ter definido a vitória do Heat.

Mas ainda havia 0s6 no relógio e o improvável aconteceu. Depois de um pedido de tempo, Paul Pierce cobrou o lateral lançando a bola alta na direção do aro. Ela encontrou o jovem armador Rajon Rondo, que dominou a bola e praticamente no mesmo movimento definiu a jogada, despejando um balde de água fria na festa do torcedor de Miami, que já comemorava a vitória.

No tempo extra, Rondo continuou sendo decisivo, com seis dos 11 pontos anotados por Boston na prorrogação. Ele terminou a partida com 25 pontos, oito assistências e quatro rebotes. Ray Allen anotou 22 pontos e Kendrick Perkins também se destacou, com 20 pontos e dez rebotes.

Mesmo sem Kevin Garnett (machucado) e Eddie House (gripado) e com Rondo e Paul Pierce atuando baleados, os Celtics conseguiram superar o time da Flórida, que contou com a melhor atuação da temporada para Wade – foram 44 pontos e sete assistências. Esta também foi a melhor performance da carreira do camisa 3 em duelos contra os Celtics, o time diante do qual ele tem seus piores números na NBA. Udonis Haslem (19 pontos, nove rebotes) e Jermaine O’Neal (14 pontos, oito rebotes) também apareceram bem.

Clippers ganha o clássico de Los Angeles

No confronto entre as duas franquias de Los Angeles da NBA, melhor para o “primo pobre”, o Clippers, que venceu o Lakers por 102 a 91, nesta quarta-feira, em partida válida pela temporada regular.

Foi a primeira vitória dos Clippers sobre os atuais campeões da NBA após nove derrotas consecutivas no “clássico” de Los Angeles. O último triunfo tinha acontecido em 12 de abril de 2007.

O armador Baron Davis foi o principal nome dos Clippers na vitória, com um double-double de 25 pontos e dez assistências. O pivô Chris Kaman também conseguiu dois duplos dígitos ao marcar 21 pontos e capturar 14 rebotes.

Apesar de viver um bom momento na temporada, com três vitórias seguidas, os Clippers ainda estão longe da zona de classificação para os playoffs, ocupando o 12º lugar da Conferência Oeste, com um registro de 16-18.

Kobe Bryant, mais uma vez, foi o líder dos Lakers. Cestinha da partida, ele marcou 33 pontos, deu oito assistências e pegou três rebotes. O pivô Andrew Bynum conseguiu um double-double, com 15 pontos e 14 rebotes.

Mesmo com a derrota – a primeira após uma sequência de quatro vitórias -, os Lakers seguem donos da melhor campanha da temporada regular (28-7), liderando a Conferência Oeste.

Denver ganha no fim

Dois lances livres convertidos pelo armador reserva J.R. Smith quando faltava 0s4 para o fim do jogo deu uma sofrida vitória em casa ao Denver Nuggets sobre o Golden State Warriors, por 123 a 122, na rodada desta terça-feira da temporada regular da NBA. Em desvantagem praticamente todos os últimos cinco minutos da partida, o Denver conseguiu virar para 121 a 120 a 24 segundos do fim com uma cesta do ala Kenyon Martin, o cestinha do time com 27 pontos, mas permitiu a reação do adversário com o armador Monta Ellis (122 a 121) e só garantiu a vitória quando Smith converteu os dois primeiros dos três lances livres que tinha a seu favor.

Denver Nuggets 123 x 122 Golden State Warriors

Sacramento Kings 109 x 113 Phoenix Suns

Charlotte Bobcats 113 x 108 Chicago Bulls

Indiana Pacers 97 x 90 Orlando Magic

Philadelphia 76ers 97 x 104 Washington Wizards

New Jersey Nets 76 x 98 Milwaukee Bucks

Dallas Mavericks 98 x 93 Detroit Pistons

Portland Trail Blazers 105 x 109 Memphis Grizzlies

Los Angeles Lakers 88 x 79 Houston Rockets

Novo papai da NBA

O pivô Yao Ming, do Houston Rockets, que está afastado por lesão, terá seu primeiro filho este ano, já que sua mulher – também jogadora de basquete – está grávida, informou uma amiga do casal, em um ato público.

Miao Lijie, amiga pessoal de Ye Li, esposa de Yao, disse em declarações citadas hoje pelo “Diário de Cantão” que a jogadora de basquete “está muito bem e o casal espera que seja menino”.

Ye e sua amiga foram convidadas a um ato público relacionado à Exposição Universal 2010 de Xangai, mas a ausência da esposa de Yao levantou rumores, confirmados por Miao.

A imprensa chinesa já falava da possibilidade, depois que, nas últimas semanas, Ye apareceu com alguns quilos a mais em algumas fotos tiradas por “paparazzi”.

Yao Ming – o jogador mais alto da NBA, com 2,29 metros – e sua esposa (de 1,90 metro) se casaram em agosto de 2007, depois de mais de três anos de namoro.


Resultados de ontem

Atlanta Hanks 75 x 92 Miami Heat; J. Crawford 23 pts 4 reb 1 ast;  D. Wade 28 pts 8reb 4ast

Oklahoma City Trunder 98 x 85 Chicago Bulls; R. Westbrook 29 pts 7 reb 6 ast; L. Deng 15pts10reb

New Orleans Hornets 91 x 87 Utah Jazz; D. Brown 30pts 4reb 2to;C. Boozer 18pts 14reb 5to

PORTLAND TRAIL BLAZERS 95 x 105 LOS ANGELES CLIPPERS; A. Miller 22pts 3reb 16ast;C. Kaman 20 pts 8reb 4ast

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: